Casa / Notícias / Cientistas desenvolvem ‘pele eletrônica’ mais fina do mundo

Cientistas desenvolvem ‘pele eletrônica’ mais fina do mundo

Pesquisadores japoneses estão desenvolvendo a ‘pele eletrônica’ mais fina do mundo, que é fabricada a partir de materiais orgânicos, como o plástico, por ser mais flexível para ser ‘vestido’ pelo usuário.

A pele eletrônica é um material que pode ser colado à pele das pessoas por meio de adesivos, capazes de mostrar informações no corpo do usuário. A sua espessura fina em um material flexível, é combinada aos PLEDs (LEDs poliméricos).

A meta é que esse tipo de aparelho seja usado para monitorar a saúde de uma pessoa, funcionando como uma tatuagem eletrônica, onde pode ser mostrado a pulsação ou oxigenação de atletas ou pacientes. A pele ainda pode ser projetada para ser usada até como uma ‘tela de mão’.

Por enquanto, essa tecnologia permite que seja exibido apenas um único número digital. “O próximo passo será incluir mais dígitos e depois fazer uma tela de alta definição”, diz o pesquisador Takao Someya. “Isso será possível dentro de quatro ou cinco anos”, afirma.

Fonte: BBC Brasil

Além disso, verifique

A 15ª ISTMA será o maior encontro de ferramentas do mundo

Nos dias 28 a 30 de junho, no EXPOVILLE Centro de Convenções e Exposições, em …